Honda promete mais potência nos últimos GPs!
Por Thiago Cartoni em 30/10/2019, às 08h14

remove_red_eye  1088
Fabricante acredita que próximos circuitos se ajustam bem ao RB15 de Max Verstappen e Alex Albon.
A Honda, que impulsiona os carros da Red Bull (e também da Toro Rosso), possui motores de ponta, os chamados “spec 4”, para tentar dar a seus pilotos a vitória em uma das três próximas corridas da temporada (Austin, Brasil e Abu Dhabi), circuitos que podem se ajustar bem ao RB15 por suas curvas lentas e sua carga aerodinâmica. A unidade de potência tem mostrado confiabilidade e os japoneses deram permissão à equipe de Milton Keynes para arriscar. De fato, no Autódromo Hermanos Rodríguez, o time tinha tudo para conquistar a vitória, mas o incidente que Max sofreu os deixou sem chance de sucesso e com Alex Albon não havia chance real enquanto Charles Leclerc e a Ferrari copiavam a estratégia. Na última sessão da classificação, com uma reta de 1,2 quilômetros, a dois mil metros acima do nível do mar, o que sufoca os turbos e limita a potência do MGU-H, o melhor carro com motor Honda alcançou 347,8 km/h, 10 km/h mais lento que a Ferrari, mas apenas a 3 km/h da Mercedes de Lewis Hamilton. 🗣 “Quando você olha para todos os outros, o motor Honda está chegando bem perto da Mercedes. O destaque no momento, a referência, é a Ferrari”, disse o chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner. Os japoneses estão otimistas com relação ao final do ano e em suas previsões para 2020, com uma equipe de trabalho incorporada diretamente em Milton Keynes. Através do Honda Performance Development, estão se aproximando da Mercedes e da Ferrari.

Desenvolvedor do aplicativo, apoiador do BOTECO F1 e CEO da Contém Tecnologia.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia