RENAULT ALERTA que F1 pode FICAR para TRÁS
Por Sérgio Siverly em 06/10/2019, às 14h27

remove_red_eye  2158
Cyril Abiteboul quer que a categoria estude com carinho a tecnologia elétrica para seguir tendência automotiva
O diretor da Renault, Cyril Abiteboul, disse que a F1 precisa começar a planejar uma grande mudança em seus motores para manter o esporte alinhado com a atual direção da indústria automotiva. Vários países já anunciaram seus planos para proibir a venda de carros com motores de combustão interna, à favor da tecnologia elétrica, o que pode ser arriscado para a F1, a deixando no passado, caso não siga à tendência, de acordo com Abiteboul. 🗣“Se olharmos para a velocidade que o mundo está mudando, na minha opinião, existe um grande risco da F1 ficar para trás. O mundo está mudando muito rapidamente e temos que ter muito cuidado para não ficar atrás da indústria automotiva.”
🗣“Seja o que for que pensamos da tecnologia elétrica, ela não vai ir embora. Coisas que as pessoas dizem hoje, elas nem considerariam há seis meses atrás. A Ferrari falando em fazer um carro todo elétrico, por exemplo!” As unidades atuais da F1 contam com um motor V6 de combustão interna, aliado às unidades de recuperação de energia: MGU-K e MGU-H. O novo regulamento da categoria não deve contar com mudanças no design, mas elas podem acontecer entre 2024 e 2026. 🗣“Só vai acontecer daqui a 7 anos, é muito longe, mas não estou pensando apenas por mim, mas sim, pela comunidade da F1. Basicamente, estou tentando tudo que posso para alertar as pessoas a considerar uma nova unidade de potência.”
🗣“Como deve ser, quanto deve custar para acabar com esses custos exacerbados. Provavelmente, significa que em algum momento, devamos parar com o investimento no motor de combustão interna e aumentar o desenvolvimento das partes elétricas.” 🗣“Talvez, devamos, também, considerar novas fontes de energia, que provavelmente, será o futuro da F1.” O problema para a categoria é que a Fórmula E tem contrato de exclusividade para motores elétricos com a FIA. https://youtu.be/ytSMK2mkGCw

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia