HULK NÃO é FAMINTO o BASTANTE para a RENAULT
Por Sérgio Siverly em 05/10/2019, às 13h36

remove_red_eye  981
Cyril Abiteboul deu a entender que Nico Hulkenberg está acomodado com sua situação na Fórmula 1™.
O diretor da Renault, Cyril Abiteboul, está preparado para um desafiador 2020, quando terá que administrar o relacionamento entre Daniel Ricciardo e Esteban Ocon. A habilidade e experiência de Ricciardo, somadas ao talento ainda imaturo de Ocon, devem entregar uma dupla interessante para a equipe francesa, mas que também tem o potencial para gerar algumas batalhas internas, de acordo com Abiteboul. 🗣“O Esteban vai querer vencer o Daniel e eu sei que teremos alguns desafios para administrar os pilotos, mas é um bom problema para ter.” Disse o chefe da Renault para o F1.com.
Abiteboul revelou mais um motivo pelo qual a Renault escolheu assinar Ocon e não manter o experiente Nico Hulkenberg para uma quarta temporada, dizendo que a decisão foi tomada com base em melhorar a dinâmica do time. 🗣“Uma coisa que quero é ter um time com pessoas que estão famintas. Estamos buscando pessoas que se sentem felizes em estar no esporte e que querem sucesso.” 🗣“O problema da F1, às vezes, é que você têm pessoas com carreiras longas e, no final, estão apenas se mantendo na F1 e vencer se torna quase secundário. Não quero algo assim em nenhum momento na empresa.”
🗣“Não me interprete mal, quando digo isso, não estou falando do Nico porque ele está faminto por conquistar pódios e vitórias, mas eu acredito que quando você tem 22 anos, no começo de sua carreira - uma carreira pela qual você teve que lutar bastante, o que o Esteban teve que provar, é uma dinâmica diferente para mim.” 🗣“É o tipo de dinâmica que eu sinto ser perfeita para nosso time. Então, se você me perguntar se escolhemos o Esteban porque ele é, simplesmente, mais piloto que o Nico, eu não serei capaz de te responder.” 🗣“Mas eu acredito que é algo melhor para nosso time? Sim, acredito.”

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia