RENAULT queria parceria ESTILO HAAS com McLAREN
Por Sérgio Siverly em 04/10/2019, às 09h13

remove_red_eye  2286
Cyril Abiteboul confirmou que a McLaren recusou proposta da Renault em ter uma parceria mais aberta.
O diretor da Renault, Cyril Abiteboul, disse que a McLaren nunca teve interesse em ter uma longa parceria técnica com a montadora francesa. A McLaren deixará as unidades de potência da Renault no fim do ano que vem para voltar a ser cliente da Mercedes. Abiteboul disse que o seu time queria estender o relacionamento para compartilhar dados do chassis, além de várias outras informações técnicas. 🗣“Nossa proposta era simples: ‘Como conseguimos construir a próxima jornada juntos? Eles serão o quarto time mais forte, nós seremos o quarto time mais forte? Eu não sei, mas estamos, exatamente, no mesmo nível e era importante não batalharmos entre nós. Como diminuímos a diferença para os times de ponta?’” Disse Abiteboul para o site oficial da F1.
🗣“Esse foi o único ponto para renovar a parceria. A McLaren não se interessou. Não é uma crítica, nós tínhamos uma certa ambição em buscar uma parceria estratégica, o que, talvez, não seja a expectativa nem o foco da McLaren neste momento.” 🗣“A McLaren está procurando por um relacionamento muito simples entre cliente e fornecedor. Nossa proposta era sobre um relacionamento que envolvia muito compartilhamento: partes aerodinâmicas, integração do motor, instalação do chassis.” 🗣“Para mim, o objetivo desse relacionamento poderia ser criar uma sinergia sobre equipamentos, instalação, fábrica, assim como a forma que a categoria vai evoluir com as peças padronizadas, com patente aberta e restrição de design.”
Abiteboul acredita que sua visão - parcialmente inspirada no modelo de negócios da Haas com a Ferrari - resultaria em dois times mais fortes no grid. 🗣“Acredito que seríamos mais fortes juntos nesse modelo ou abordagem de parceria, então, obviamente, sem isso, somos mais fracos do que poderíamos ser. Aceito que o que estávamos propondo para a McLaren não é, necessariamente, incomum, tentamos ser um pouco mais abertos para a forma que os times poderiam cooperar.” 🗣“Temos o fantástico modelo entre Haas e Ferrari, mas poderíamos fazê-lo funcionar? É apenas um modelo diferente entre dois times, mas foi uma oportunidade perdida.” https://youtu.be/jYWc06KnEDA

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia