Red Bull terá que trocar componentes e sofrer punições em 2021
Honda afirmou que motores de Verstappen e Pérez foram avariados e não poderão ser mais usados em 2021.
Por Sérgio Siverly em 27/08, às 18h14

Essa temporada acabou de dar mais um grande desafio para a Red Bull na luta pelos títulos de piloto e construtores da F1.

A Honda confirmou que a unidade de potência que Max Verstappen estava usando quando sofreu o acidente na primeira volta do GP da Grã-Bretanha não poderá ser mais utilizada.

A Honda, originalmente, deu à Red Bull permissão para continuar usando o motor, o segundo que foi instalado em seu carro este ano, depois dos testes durante os treinos livres para o GP da Hungria. Entretanto, após uma nova inspeção, o motor foi substituído na manhã da corrida em Budapeste.



A Honda confirmou nesta sexta-feira que o motor não poderá ser usado novamente.

É importante lembrar que a Red Bull também perdeu a unidade de potência que estava no carro de Sergio Perez quando o mexicano abandonou a prova na Hungria.

Portanto, os dois pilotos da Red Bull agora dificilmente conseguirão completar a temporada sem utilizar uma quarta unidade de potência, o que significará punições no grid de largada, pelo menos 10 lugares, provavelmente mais se vários elementos da unidade de potência tiverem que ser substituídos.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2022