Pela 5ª VEZ, McLAREN é o time com maior EVOLUÇÃO
Por Sérgio Siverly em 09/09/2019, às 09h21

remove_red_eye  1338
Pela quinta vez consecutiva, o time de Woking teve o melhor desempenho em comparação com 12 meses atrás.
O recorde de volta mais rápida da história da F1 foi marcado por Kimi Raikkonen no Grande Prêmio da Itália do ano passado. A velocidade média de Raikkonen de 263.587kph, que foi medida quando o finlandês marcou a pole em Monza há 12 meses, poderia ter sido batida na classificação deste ano, se não fosse a estranha circunstância do Q3 que impediu a maioria dos pilotos de marcar uma segunda volta mais rápida no fim da sessão. Dessa forma, Charles Leclerc ficou atrás do recorde por apenas um décimo de segundo. A Ferrari não foi o único time a andar mais lento do que conseguiram no ano passado: Mercedes e Williams também “ficaram devendo”.
A Williams foi pela sétima vez em 14 corridas até agora, o time que menos evoluiu. Pela quinta corrida consecutiva, a McLaren foi o time que mais baixou o tempo. Note que nem foi a volta no final do Q3 de Sainz que mostrou a força do time e sim, a volta que o espanhol fez no Q2 e sem o benefício do vácuo. Confira a lista da evolução dos times em 12 meses no Autódromo de Monza: 1) McLaren: -1,648s 2) Alfa Romeo: -1,374s 3) Toro Rosso: -1,329s 4) Renault: -1,208s 5) Racing Point: -0,601s 6) Haas: -0,321s 7) Red Bull: -0,007s 8) Mercedes: 0,052s 9) Ferrari: 0,188s 10) Williams: 0,306s

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia