HONDA não está no NÍVEL de MERCEDES e FERRARI
Por Sérgio Siverly em 04/07/2019, às 13h36

remove_red_eye  1450
Diretor da montadora japonesa admite que ainda há trabalho pela frente para alcançar motores mais potentes.
Max Verstappen e a Red Bull conquistaram a primeira vitória de um motor Honda em 13 anos na F1, mas o diretor da montadora japonesa, Toyoharu Tanabe, confessou que a unidade de potência estava no limite. 🗣“Estávamos no limite em termos de resfriamento. Claro, as altas temperaturas nos forçaram a salvar a unidade de potência. Tentamos extrair o máximo de potência que podíamos.” Explicou Tanabe. 🗣“Não esperava que seríamos tão competitivos como fomos. Vimos uma Mercedes muito forte nas corridas anteriores e, às vezes, pudemos competir com a Ferrari. Mostramos um desempenho maior, então, estou um pouco surpreso.”
Apesar da vitória, Tanabe insiste que a Honda ainda não está no mesmo nível de Mercedes e Ferrari. 🗣“Claro que este resultado encoraja os membros de nosso time de desenvolvimento, mas desde o início da temporada, podemos ver uma grande diferença para Mercedes e Ferrari.” 🗣“Na Áustria, estávamos bem, fortes, mas para a próxima corrida, não posso garantir que seremos tão competitivos assim. Isso significa que precisamos continuar trabalhando.”

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia