GP da Austrália pode ser próxima corrida cancelada em 2021
Governo de Victoria pode impedir que a F1 entre no país sem respeitar quarentena de 14 dias.
Por Sérgio Siverly em 11/06, às 10h48

O GP da Austrália corre o risco de não acontecer pelo segundo ano consecutivo devido às restrições da pandemia.

A corrida em Melbourne está marcada para o dia 21/11, duas semanas após o GP do Brasil em Interlagos.

Mesmo com o baixo número de casos, foram 9 no último dia 08/06, o surgimento de novas variantes, somada ao baixo número de pessoas vacinadas no país levam as autoridades a repensarem o evento.

O grande empecilho é o GP Brasil que acontece duas semanas antes da etapa na Oceania. No atual momento, o governo de Victoria não permitira a corrida sem que os profissionais envolvidos respeitassem 14 dias de quarentena em um hotel em Melbourne. Basta fazer as contas para ver que não existe tempo o bastante.

O GP do Canadá, por exemplo, foi cancelado porque a F1 não conseguiria respeitar a quarentena.

Tudo piora ainda mais com o GP do Brasil acontecendo duas semanas antes. O país é um dos que contam com mais casos de Covid-19 no mundo atualmente, o que colocaria os envolvidos da F1 ainda em mais risco antes de chegar na Austrália.

A carta na manga da F1 seriam os protocolos robustos e bem sucedidos com as chamadas bolhas que impedem a transmissão do vírus entre os profissionais, mas o governo de Victoria quer que a F1 chegue, de maneira isolada no aeroporto de Melbourne, respeite os 14 dias da quarentena em hotel isolado, façam o evento sem público e saiam do país imediatamente na segunda-feira após a corrida.

Espera-se que a última decisão seja tomada em outubro. O governo tem esperanças de que a maioria da população australiana esteja vacinada até lá.

O circuito de Albert Park está passando por reformas que esperam criar corridas mais atrativas para o público, mas pode ser que tenhamos que esperar um pouco mais para ver se as mudanças surtiram efeito.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2021