HAMILTON vence e MERCEDES é HEPTACAMPEÃ MUNDIAL
Equipe confirma o sétimo título seguido de construtores com dobradinha em Ímola.
Por Sérgio Siverly em 01/11, às 11h06

Lewis Hamilton venceu a sua 93ª corrida na F1 em Ímola com Valtteri Bottas logo em seguida, resultado que torna a Mercedes heptacampeã mundial da categoria.

Hamilton caiu para terceiro lugar na largada, mas permaneceu mais tempo na pista do que Bottas e Max Verstappen. O piloto, que pode ser hepta com um 2º lugar na Turquia, abriu 28 segundos para Verstappen quando Esteban Ocon teve um problema em sua unidade de potência abandonando seu RS20 na saída da Variante Alta, causando um breve período de Virtual Safety Car que ajudou o britânico a parar com a prova neutralizada, confirmando sua volta para a pista na liderança.

Max Verstappen abandonou a corrida enquanto estava na segunda posição por, provavelmente, uma estouro em seu pneu, de acordo com Christian Horner, diretor da Red Bull. O carro parou na caixa de brita da Tamburello e causou um período de Safety Car.



Neste período, George Russell estava tentando manter seus pneus aquecidos quando perdeu o controle de seu carro e bateu sozinho, abandonando a prova em um momento no qual estava dentro dos 10 primeiros da prova.

Daniel Ricciardo foi o terceiro conquistando mais um pódio para a Renault na temporada. Será que Cyril Abiteboul terá que fazer uma segunda tatuagem agora?

Daniil Kvyat foi o quarto, conquistando as posições de Sergio Pérez e Daniil Kvyat após o período de Safety Car. Carlos Sainz e Lando Norris vieram logo depois. Kimi Raikkonen foi o 9º, após fazer um enorme stint com os pneus que usou na largada. O fim de semana foi bom para a Alfa Romeo, já que Antonio Giovinazzi foi o último a entrar na zona de pontuação.



Nicholas Latifi foi o décimo primeiro, terminando a prova a menos de 1 segundo de Giovinazzi. Sebastian Vettel foi o 12º, o piloto teve uma estratégia parecida com a de Raikkonen, mas na hora de sua parada para troca de pneus, a Ferrari cometeu mais um de seus já costumeiros erros e o tetracampeão não pôde fazer nada, a não ser esperar para ser liberado, enquanto os mecânicos tentavam solucionar o problema com um de seus pneus.

Lance Stroll foi o 13º. O canadense se envolveu em um acidente na largada e teve que parar ainda na primeira volta para troca da asa dianteira. O piloto, inclusive, causou um acidente com um de seus mecânicos na hora de sua terceira parada. Ele chegou com muita velocidade e acabou arremessando o mecânico que levanta o carro pela frente.

🗣"Desculpas por isso, os freios estão bem frios”, disse após o acidente. O mecânico foi levado ao centro médico para exames.



Romain Grosjean foi o 14º, seguido por Alex Albon que estava entre lutando entre os primeiros do meio do pelotão quando cometeu um erro sozinho e acabou rodando. Um resultado que pode terminar de selar sua saída do time austríaco.

Kevin Magnussen abandonou depois de informar que estava sentindo muitas dores de cabeça, especialmente quando aumentava a marcha de seu carro. A Haas, então, decidiu chamá-lo para a garagem.

Pierre Gasly abandonou após a AlphaTauri encontrar um problema na unidade de potência de seu carro.

A F1 volta daqui a duas semanas com o GP da Turquia no Istambul Park.


Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2020