F1 apresenta AGENDA com BRASIL e ARÁBIA SAUDITA
Categoria apresentou um rascunho do calendário de 2021 para os times na última segunda-feira.
Por Sérgio Siverly em 28/10, às 09h44

A F1 apresentou um calendário provisório para 2021 aos times durante uma reunião virtual na última segunda-feira.

Nós compartilhamos um rascunho deste calendário há algumas semanas, mas a categoria, aparentemente, apresentou uma organização um pouco diferente das provas para o ano que vem.

Importante ressaltar que esse rascunho pode passar por mudanças devido a pandemia global da Covid-19.



Infelizmente, mas já esperado, os incríveis circuitos de Mugello e Portimão não estão na lista da F1 para 2021.

Mesmo com as atuais restrições de viagens, a Austrália está marcada para receber a abertura da temporada no dia 21/03. Na semana seguinte, os times viajam para o GP do Bahrein. Depois de duas semanas, acontece o GP da China no dia 11/04.

Na semana seguinte, acontece o GP do Vietnã. Em maio, a F1 chega à Espanha. Em seguida, parte para Mônaco no dia 23/05. Em junho, Azerbaijão e Canadá entram, enquanto França, Áustria, Grã-Bretanha e Hungria sediam as corridas do verão europeu.



Depois da parada de verão, a F1 vai para a Holanda, Bélgica e Itália. Depois, três corridas seguidas em Singapura, Rússia e Japão.

Existem duas polêmicas no calendário: A primeira será uma prova na Arábia Saudita. É nem preciso dizer que o país sempre está envolvido em notícias sensíveis e muitas pessoas pensam até em boicotar o evento nas ruas de Jidá.

A outra polêmica é o GP Brasil no Rio de Janeiro que ainda não tem nem circuito pronto.



O final do campeonato deve permanecer em Abu Dhabi como nos últimos anos.

A pré-temporada deve sair de Barcelona e ir para o Bahrein.

Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2020