HAMILTON acredita que FIA está tentando lhe PARAR
Hexacampeão mundial acredita que existe uma vontade da F1 e da FIA de lhe parar.
Por Sérgio Siverly em 29/09, às 08h52

A Mercedes confirmou que não viu o primeiro treino de largada de Lewis Hamilton e que entendeu que o piloto poderia ser punido ao ver seu segundo treino.

Você já sabe que Lewis Hamilton foi punido com 10 segundos (5 segundos para cada treino de largada na saída do pit lane) no GP da Rússia do último domingo.

🗣”O Lewis perguntou se ele poderia ir um pouco mais para a frente. Não imaginamos o quão longe ele poderia ir”, disse o engenheiro de pista da equipe alemã, Andrew Shovlin.



Hamilton queria ir para um local da pista onde o nível de aderência seria parecido com o da linha de largada.

🗣”Não vimos o primeiro. Quando vimos o segundo, pensamos ‘Eles não vão gostar disso’”, disse Shovlin, referindo-se aos comissários de prova.

🗣”Não achamos que foi perigoso e dada a nota do evento que diz que poderia ser realizada no lado direito da saída do pit lane, pensamos que poderia ser ambíguo o bastante para não sermos punidos, mas quando vimos a posição do carro, não foi uma surpresa ver que eles não gostaram”.



O hexacampeão mundial disse que vai estudar o regulamento com cuidado para impedir que os comissários “criem regras” para lhe banir de uma corrida.

🗣”É uma regra ridícula, no final, mas é assim. Eu me certificarei que terei mais cuidado daqui para frente. Não vou dar nenhuma desculpa”, disse Hamilton, claramente irritado.

🗣”Não é diferente do Brasil - você vai até o fim do pit lane e faz sua largada. É, provavelmente, mais seguro aqui do que no Brasil porque tem muito espaço na esquerda. Então, uma decisão interessante”, disse Hamilton na coletiva de imprensa pós corrida.



O piloto acredita que está sendo perseguido pela FIA, pois o interesse da F1 seria entregar um campeonato mais disputado. No final do dia em Sóchi, Hamilton encontrou-se com os comissários ao lado de Ron Meadows, diretor esportivo da Mercedes, e Toto Wolff.

No primeiro momento, o piloto tinha atingido os 10 pontos em sua superlicença e com mais dois, seria suspenso de uma corrida automaticamente, mas os comissários consideraram que a culpa pelas infrações foi da Mercedes, portanto, os dois pontos viraram uma multa de 25 mil Euros para a montadora e a equipe já confirmou que não protestará a decisão dos comissários.

Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2020