RECORDE de MUGELLO é BATIDO já no 1º TREINO
Valtteri Bottas, Max Verstappen e Charles Leclerc já andaram mais rápidos do que o recorde de Barrichello.
Por Sérgio Siverly em 11/09, às 08h40

A volta recorde do circuito de Mugello já foi batida logo no primeiro treino livre do GP da Toscana.

Valtteri Bottas foi o mais rápido da manhã com o tempo de 1:17.879s, o que destrói a antiga volta mais rápida da história do circuito que era de Rubens Barrichello com 1:18.704s. Max Verstappen foi o segundo colocado, bem próximo do finlandês.

Charles Leclerc e Lewis Hamilton também andaram mais rápidos do que o recorde anterior. Pierre Gasly veio logo em seguida, mostrando que pode ter mais um belo desempenho em Mugello. Esteban Ocon foi o sexto, seguido por Daniil Kvyat.




Lando Norris marcou o oitavo melhor tempo, mas o que realmente marcou sua sessão foi a checagem de rádio, quando a McLaren pediu para seu piloto testá-lo. Norris começou a cantar antes de seu engenheiro dizer que tudo estava funcionando bem.

A sessão foi marcada por pilotos sofrendo com o acerto de seus carros, afinal, é a primeira vez na história que a F1 chega oficialmente ao circuito na Toscana italiana. Alguns problemas técnicos também foram reportados, como Romain Grosjean e Max Verstappen que sofreram com o desempenho de suas baterias.

Já a Mercedes disse para Lewis Hamilton que ele estava usando marchas muito altas em certas curvas, o que poderia causar um problema no motor. Nicholas Latifi rodou nos minutos finais da sessão, mas sem maiores problemas.

Alexander Albon e Daniel Ricciardo fecharam os dez primeiros da manhã.



Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2020