CEO da F1 pede DESCULPAS por CANCELAMENTO
Por Sérgio Siverly em 17/03/2020, às 17h11

remove_red_eye  381
Chase Carey pediu desculpas públicas à comunidade da F1 após o cancelamento do GP da Austrália.
O CEO da F1, Chase Carey, publicou uma carta com um pedido de desculpas pelo cancelamento tardio do GP da Austrália. 🗣“Antes de tudo, nossa prioridade é a saúde e a segurança dos fãs, times e organizações da F1, assim como toda a sociedade. Pedimos desculpas aos afetados pelo cancelamento na Austrália, assim como pelos adiamentos das corridas até aqui”, pode-se ler no comunicado oficial. 🗣“Essas decisões estão sendo tomadas pela F1, FIA e pelos promotores locais nestas circunstâncias com rápida mudança, mas acreditamos que são decisões certas e necessárias”.
Ver essa foto no Instagram

A letter to all F1 fans

Uma publicação compartilhada por FORMULA 1® (@f1) em

🗣“Também queremos estender nossos pensamentos aos que já estão sendo afetados, incluindo os que estão na família da F1”. Todos gostariam de ver os carros na pista o mais rápido possível, mas devido à sensível situação, a categoria ainda não tem certeza de quando a temporada deve começar. 🗣“Reconhecemos que todos querem saber qual será o próximo passo da F1 em 2020. Não podemos dar respostas específicas hoje devido à fluidez da situação. Entretanto, planejamos começar o campeonato o mais rápido possível quando tivermos segurança para isso”.
🗣“Estamos nos reunindo com especialistas e oficiais diariamente para avaliar como seguiremos nos próximos meses. Atualizaremos e compartilharemos detalhes o mais rápido possível”. 🗣“Somos gratos por seu apoio, compreensão e desejamos o melhor para você e sua família”.

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia