Masi causou muitos danos à F1, diz Herbert
Michael Masi, diretor de corridas da FIA, foi acusado de causar muitos danos à Fórmula 1, após sua controversa condução dos eventos na temporada passada.
Por Kadu Gouvêa em 14/01, às 10h55
Ir para a notícia original

Michael Masi, diretor de corridas da FIA, foi acusado de causar muitos danos à Fórmula 1, após sua controversa condução dos eventos na temporada passada.

O auge das controvérsias, foram as decisões que ele tomou durante o GP de Abu Dhabi, que encerrou a última temporada, e foi descrito pelo chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, como “um impacto catastrófico” no destino do título dos pilotos de 2021.

Resta saber se Masi será forçado a renunciar ou autorizado a continuar em seu cargo.

Debatendo se Masi pode sobreviver, em uma conversa com os ex-pilotos de F1, Martin Brundle, Damon Hill e Johnny Herbert, em um especial do canal Sky Sports F1 no YouTube, Herbert foi o mais franco.

“Em muitos aspectos, e em todos os aspectos, não”, foi a resposta inicial de Herbert. “Acho que ele causou muitos danos à Fórmula 1. Por causa da posição em que ele está, você precisa ter confiança, e acho que essa confiança evaporou completamente.”

Herbert, no entanto, reconhece que há outra questão, pois não há um sucessor natural, ao contrário de quando Masi foi nomeado depois de aprender seu ofício com Charlie Whiting, o falecido ex-diretor de corridas da F1.

“O problema, é quem pode substituí-lo, porque obviamente a experiência será muito, muito importante para o homem que se encaixar nessa posição”, afirmou Herbert.

“Michael teve muita sorte, porque estava sob o comando de Charlie Whiting quando Charlie era o chefe, e aprendeu muitas coisas muito boas desse ponto de vista. Existe alguém que se destaque para mim no momento para substituí-lo? Não. E esse é o enigma”, acrescentou.


BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2022