Russel: "Se ninguém melhorar, estaremos na luta"
Por Thiago Cartoni em 25/01/2020, às 13h58

remove_red_eye  1386
Piloto da Williams calcula que a taxa de aprimoramento do carro agora é "realmente forte".
A temporada de 2019 da Williams teve um péssimo começo, quando o FW42 perdeu o início dos testes de pré-temporada e rapidamente ficou claro que o carro não era competitivo o bastante para a batalha de meio de grid da F1. O diretor técnico Paddy Lowe deixou a equipe, que marcou apenas um ponto em 2019 e terminou em último no campeonato de construtores pelo segundo ano consecutivo. A Williams tem trabalhado para melhorar seus processos de desenvolvimento para o futuro e George Russell disse que o processo de reconstrução foi mais lento do que o inicialmente previsto. 🗣"A equipe fez uma grande mudança com uma filosofia aerodinâmica e tivemos que levar esse golpe no desempenho para reconstruir essas fundações, então, começando a temporada, não ficamos surpresos com a posição em que estávamos." 🗣“Agora, a taxa de melhoria em que estamos é realmente forte. Podemos realmente ver isso no túnel de vento. A única coisa que não sabemos é quanto os outros irão melhorar.” 🗣"Posso dizer agora que, se todo mundo não melhorar, estaremos bem e verdadeiramente na luta. Se tivéssemos começado 2019 com este carro, estaríamos lutando bem, dedicamos uma quantidade razoável de tempo ao carro.”
Em relação às metas de Williams para 2020 e à nova era das regras em 2021, Russell explicou: "queremos ver progresso". Ele continuou: “Quero ver progresso em mim mesmo e quero ver progresso no carro.” 🗣“Acredito que no próximo ano seremos mais fortes. Indo para 2021, que terá todas essas fundações construídas novamente, e definitivamente devemos estar bem e verdadeiramente a caminho.”

Apoiador e membro do BOTECO F1. Torne-se também um apoiador através do site Apoia.se. 🤗

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia