McLAREN FINALIZA REESTRUTURAÇÃO INTERNA da EQUIPE
A equipe de Woking terminou o projeto de reestruturação interna iniciado em 2018.
Por Sérgio Siverly em 03/01, às 12h36
O diretor da McLaren, Andreas Seidl, finalizou a estruturação dos líderes da equipe promovendo o engenheiro italiano, Andrea Stella, para o cargo de diretor de corridas. Stella - que deixou a Ferrari no final de 2013 - era diretor de desempenho. Suas novas responsabilidades incluirão engenharia e tarefas operacionais nos finais de semana de corrida, mas também manterá suas atribuições de engenharia, trabalhando ao lado do diretor técnico, James Key.
A iniciativa completa os esforços de Seidl para instalar uma estrutura de gerenciamento de nível superior mais tradicional, oferecendo linhas de relatórios claras e um progresso simplificado na tomada de decisões com Key, Stella e Thynne respondendo ao diretor. As mudanças de gestão foram iniciadas em 2018 sob a orientação do diretor executivo-chefe, Zak Brown. A transformação interna foi seguida pelo recrutamento de Key, ex-Toro Rosso e Seidl, ex-Porsche. As mudanças provaram ser benéficas para a McLaren que teve um renascimento na última temporada, liderando com certo conforto o meio do pelotão da categoria.
🗣"Olhando para o futuro, precisamos manter esse momento e continuar trabalhando para alcançar nossas metas. Ao mesmo tempo, nunca devemos subestimar o que nossos concorrentes podem fazer.” Disse Seidl. 🗣“Todos têm os mesmos objetivos e trabalharão muito duro também.” Em 2020, a McLaren usará, pela última vez, as unidades de potência da Renault, mudando para as da Mercedes em 2021.
Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.
BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2020