Russell não entende piora na performance da Williams F1
Tudo estava indo muito bem e a Williams parecia estar finalmente se recuperando, com o surpreendente segundo lugar no grid na Bélgica (e depois o resultado final da ‘corrida’ m...
Por em 25/11, às 12h05
Ir para a notícia original

Tudo estava indo muito bem e a Williams parecia estar finalmente se recuperando, com o surpreendente segundo lugar no grid na Bélgica (e depois o resultado final da ‘corrida’ mantendo a segunda posição) como o destaque. Porém nas últimas semanas, a performance parece ter desaparecido. George Russell e Nicholas Latifi estão atualmente na parte de trás do grid novamente. Especialmente durante a qualificação.

Como pode ser isso, é o que se pergunta na Williams? A tendência de alta parece ter sido encerrada. Na verdade, a equipe se encontra em uma escala decrescente. “Todos na Williams estão frustrados”, disse George Russell ao Speedweek alemão. “Não compreendemos muito bem o que aconteceu. No passado, tínhamos frequentemente excelentes sábados, mas aos domingos era um pouco mais difícil. Mas ultimamente a velocidade simplesmente não existe aos sábados.”

No Catar, Russell foi vítima de um furo de pneu, tal como o seu colega de equipe, Latifi, que até foi obrigado a abandonar. “Aquela foi talvez uma corrida em que eu conseguiria obter um bom resultado por causa do traçado. Foi spanertido, mas não rendeu nada. O desgaste dos pneus foi particularmente dramático na dianteira esquerda, mas sem problemas na traseira”, disse ele.

Ninguém sabe o que causou os problemas para Russell. No entanto, uma explicação para o revés pode ser os pneus. “Acho que nosso problema é basicamente como fazemos os pneus funcionarem. Tudo era um pouco estranho no Catar. Nos treinos livres, sob o sol escaldante, conseguimos melhorar com os mesmos pneus na nossa terceira volta. Isso realmente não deveria ser possível”, acrescentou.

 

 


 

 

 


BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2021