Mercedes F1 foi mais rápida nas curvas do que a Red Bull no Catar
Andrew Shovlin falou no debrief da Mercedes, sobre o motivo que levou Lewis Hamilton a ser muito mais rápido no Catar, do que Max Verstappen.
Por em 24/11, às 12h17
Ir para a notícia original

Andrew Shovlin falou no debrief da Mercedes, sobre o motivo que levou Lewis Hamilton a ser muito mais rápido no Catar, do que Max Verstappen. Dessa vez não foi a velocidade nas retas, mas sim nas curvas, onde o W12 foi mais rápido.

Por uma larga margem de vantagem, Hamilton cruzou a linha de chegada em primeiro no GP do Catar no último domingo. Foi uma vitória dominante para o britânico, que teve à sua disposição um pacote forte da Mercedes. Em um novo vídeo, o diretor de engenharia da Mercedes explicou por que Lewis era tão rápido.

“Se você pensar nisso de um modo muito fundamental, você faz seu tempo de volta a partir de uma combinação da linha reta onde os pilotos estão com o acelerador total e o desempenho nas curvas. Agora, em algumas pistas recentes, temos igualado o carro da Red Bull nas curvas e extraído um benefício na linha reta. Mas no Catar acabou sendo o contrário”, disse Shovlin.

O engenheiro da Mercedes aponta duas coisas por que eles de repente ganharam terreno nas curvas. “Em primeiro lugar, há a aerodinâmica para esta corrida e nosso pacote que obviamente funcionou bem, mas é também o equilíbrio do carro que você precisa ajustar. Nossos pilotos tiveram um bom equilíbrio, que os deixou muito satisfeitos. Tiveram estabilidade, conseguiram realmente atacar na curva e aproveitaram a velocidade nas curvas. Você viu a demonstração disso na volta da pole de Hamilton”, concluiu Shovlin.

 

 


 

 

 


BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2021