OCON: "NÃO TEREMOS um CARRO para VENCER em 2020"
Por Sérgio Siverly em 04/12/2019, às 10h39

remove_red_eye  1894
Piloto francês chega bem realista à sua nova casa após primeiro treino à bordo do RS19 da Renault.
Depois de um ano como reserva, Esteban Ocon ficou encantado por, finalmente, voltar ao volante como titular no teste de pós-temporada em Abu Dhabi. 🗣"Foi um primeiro dia muito emocionante. A equipe me recebeu calorosamente, o que é sempre muito gratificante. Ver algumas caras conhecidas - algumas caras novas - o que é ótimo." Disse o piloto francês de 23 anos depois de definir o oitavo tempo mais rápido no primeiro de dois dias de testes. 🗣"É uma sensação fantástica estar de volta. Fiquei muito empolgado por hoje, estou esperando por esse dia há meses e, finalmente, aconteceu. As primeiras impressões foram boas...Mas sempre há o que melhorar.” https://youtu.be/jYWc06KnEDA Enquanto a maioria das equipes optou por dividir seus pilotos ao longo dos dois dias, a Renault permanecerá com Ocon, a fim de adaptá-lo da melhor forma possível à equipe. Ter os dois dias no volante é especialmente importante para a Ocon, dadas as oportunidades ainda mais reduzidas de testes em 2020. 🗣"Não tive muito tempo para guiar neste ano. Ter menos dias de testes em fevereiro é um grande problema, portanto, ter esses dois dias aqui é, basicamente, parte dos testes de pré-temporada. É crucial e, definitivamente, vai me ajudar bastante, porque você chega aos testes em fevereiro com uma vantagem.”
A mudança da Mercedes para a Renault trouxe um benefício para Ocon: Como os pilotos da equipe amarela já são mais altos, o francês não teve que se ajustar tanto para entrar no RS19 em comparação com o W10. 🗣“Nico e Daniel são mais altos que Valtteri e Lewis. Então, minha posição no assento é um pouco melhor porque há mais espaço”. No entanto, Ocon é experiente o suficiente para saber que seu retorno à F1 não resultará em sucesso instantâneo, principalmente depois que a Renault teve muitas dificuldades em 2019.
A equipe francesa terminou a temporada em quinto lugar no campeonato de construtores, atrás da McLaren que é sua cliente de motores. 🗣"Apesar do bom progresso nos últimos anos, ainda não temos carro para vencer - e também não o teremos no próximo ano. Há, claramente, algo faltando, mas o importante é manter-se motivado, progredir e chegar lá um dia. Eu quero ser campeão do mundo, não ser sétimo ou oitavo.” E ter um companheiro de equipe forte como Daniel Ricciardo faz parte do plano de Ocon.
🗣"Quero me comparar com o Daniel porque sempre quero disputar com os melhores. O objetivo é andar na frente dele!"

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia