Vandoorne: "F1 é um MUNDO meio FALSO"
Por Sérgio Siverly em 24/11/2019, às 09h48

remove_red_eye  2833
Stoffel Vandoorne disse que a McLaren fazia tudo que Fernando Alonso queria, até lhe deixar de lado.
O ex-piloto da McLaren, Stoffel Vandoorne, se deu bem com Fernando Alonso durante seu tempo na equipe britânica, mas o belga admitiu que a equipe atendeu quase que, exclusivamente, aos interesses de seu ex-companheiro de equipe. Como um jovem promissor, Vandoorne conquistou a vaga na McLaren em 2017, mas durante sua passagem pelo time, o belga foi colocado na sombra do bicampeão mundial. Durante os anos mais difíceis da McLaren, os resultados não apareceram para os dois pilotos, mas Vandoorne não conseguiu se classificar à frente de Alonso em 2018 e acabou perdendo a sua vaga.
Embora o relacionamento entre os dois tenha sido bom, Vandoorne ainda lembra como a equipe sempre cedia às demandas de Alonso. 🗣"Nunca tive problemas com ele, mas sempre conseguia o que queria. Sempre houve duas, três pessoas de alto escalão no time que garantiam que tudo acontecesse do jeito que o Fernando queria.” Disse Vandoorne à agência de notícias belga Sporza. 🗣"A equipe deu a ele todo apoio e poder. Todo piloto teria se beneficiado com equipamentos extras para ter um desempenho melhor do que seu companheiro de equipe.”
🗣"No papel, nunca terminei na frente do Alonso, mas de todos os companheiros de equipe, fui o que cheguei mais perto, mesmo andando atrás. A McLaren nunca me disse para não terminar na frente dele, mas eles me pediam na corrida para deixá-lo passar. Quase sempre pediam." 🗣“A F1 é um mundo meio falso em que todos querem se dar bem, mas acima de tudo têm seus próprios interesses para defender.”

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia